quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Bifes de cebolada

Tenho andado ausente, eu sei. Ando ocupada com outras coisas igualmente importantes. Vou ver se consigo atualizar agora este meu cantinho culinário.


Esta receita, apesar de básica, já não a comia à algum tempo. Lembrei-me dela porque a minha bisavó que era - e perdoem-me a modéstia- a melhor das cozinheiras, fazia uns bifes de cebolada de comer e chorar por mais. Usava alguns truques e algumas especiarias que não são muito usuais na cozinha do litoral. Ela era do baixo alentejo e a portas meias já com o país vizinho. Tenho-me lembrado mais dela, sobretudo esta semana, porque se fosse viva, fazia hoje, dia 24 de Novembro, 100 anos. Parabéns Avó!



Ingredientes: (para 4 pessoas)


800g de carne de porco (bifes)


2 cebolas grandes


alho picado q.b.


azeite q.b.


1 folha de louro


cravinho em grão (pouco pois intensifica bastante o sabor)


2 colheres de sopa de polpa de tomate


sal q.b.




Cortar a carne em pedaços mais pequenos e reservar. Num tacho ao lume colocar a cebola às rodelas fininhas (o mais fininho possivel), o azeite, o alho picado, a folha de louro e a polpa de tomate. Deixar murchar e colocar a carne. Tapar e mexer de vez em quando. Cerca de 10 minutos depois da carne estar a cozinhar, juntar o cravinho (eu coloquei apenas um grão; é o suficiente para lhe conferir o sabor). Deixar cozinhar até estar pronto. Servir com arroz branco, batata cozida ou até mesmo alguma pasta.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Torta de Laranja e coco



Não tenho muito o hábito de fazer tortas. Não é que me saiam mal, apenas não tenho tendência para as fazer. Mas esta, pela sua simplicidade achei que valia a pena. E não me enganei. Com a ajuda do M. lá fizemos a torta. Ontem foi um dia especial para o meu menino. Ele esperava a "Fada dos Dentinhos", pois tinha-lhe caído um dos seus dentinhos de leite. E a criança , devidamente instigada pelo nosso amigo N., estava à espera que a tão desejada fada lhe aparecesse com um presentinho. E a fada não o desiludiu.


Ingredientes:

6 ovos

sumo de 2 laranjas

100g de coco ralado

1 colher de sopa de maisena

150g de açucar amarelo (mas para a próxima coloco menos)

açucar e canela para ajudar a enrolar a torta


Diluir a colher de maisena no sumo de laranja e reservar. Misturar o açucar com os ovos juntando um a um e batendo com uma vara de arames. Envolver o coco. Juntar a mistura da maisena e mexer com a vara de arames até ficar tudo homogeneo.

Verter para um tabuleiro de 25x35/40cm (fica um torta pequena) forrado com papel vegetal e levar ao forno pré aquecido verca de 30 minutos a 180º. Desenformar sobre um papel vegetal polvilhado com uma mistura de açucar e canela.

Fica uma torta húmida, tipo a de laranja ou de cenoura.


domingo, 6 de novembro de 2011

Fruta assada do Jamie Olivier

Tinha visto esta receita no 30 minute Meals, durante as férias, assim como outras que também tomei nota e que quero ver se um dia as experimento! Esta era com fruta assada. Ele fez um tabuleiro com vários tipos de fruta da época, onde se incluiam os pessegos e os alpereces . É engraçado a forma como o Jamie Olivier trata a comida. É de certeza um muito bom garfo e não me esqueço de uma frase que ele disse quando preparava a fruta para ir ao forno: "Pode ser com pêssegos, ameixas, qualquer coisa....qualquer coisa é bom!"

Bom esta versão é um bocadinho diferente da minha daí eu experimentar. Fiz com maçãs, que é uma fruta consensual cá em casa.



Ingredientes:

6 maçãs médias

1 colher de chá de extrato de baunilha

3 colheres de sopa de açucar amarelo

1 chávena de chá de Vinho do Porto Tinto (cerca de 240ml+/-)

1 pau de canela partido ao meio



Lavar as maçãs e cortá-las aos quartos retirando-lhes o caroço. Colocá-las numa assadeira e regá-las com o vinho do Porto, o açuca, o pau de canela e a baunilha. Misturar bem para envolver as maçãs nos ingredientes. Vai ao forno, cerca de 15 minutos. Fica com um molho espesso quase caramelizante. Muito bom e rápido para uma sobremesa de emergência.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Bacalhau no forno

O jantar de ontem foi um prato de forno. Com este tempo o que sabe bem é ligar o forno e aquecer o ambiente, não só de temperatura mas também de aromas. Este é um prato que se pode iniciar de véspera, deixando apenas as batatas e a couve para cozer na hora.


Ingredientes:

1 embalagem e 1/2 de bacalhau desfiado (cerca de 600g)

6 ovos cozidos

1 couve coração

6 batatas grandes

azeite q.b.

alho picadoq.b.

cebola picada q.b.

azeitonas

1 folha de louro


Num tacho coloca-se azeite, alho picado, cebola e a folha de louro de deixa-se alourar. Junta-se o bacalhau e deixa-se cozinhar mexendo de vez em quando e juntando sal se necessário ( utilizei bacalhau já demolhado por isso acrescentei pouco sal dado que este bacalhau não está completamente insosso). Este preparado pode ser feito de véspera, assim como a cozedura dos ovos.

Prepara-se a couve lavando-a e cortando-a em juliana grossa e as batatas descascadas e cortadas às rodelas. Cozem-se sem ser em demasia, sem que as batatas se desmanchem. Escorrem-se e num pirex que vá ao forno, forra-se o fundo com azeite, alho picado e cebola e colocam-se às camadas o bacalhau, os ovos cozidos e cortados às rodelas, as batatas e a couve, alternadamente. No final rega-se novamente com azeite por cima e vai ao forno cerca de 25 a 30 minutos. Quando estiver quase pronto colocam-se umas azeitonas por cima até finalizar o tempo de forno.


quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Bolo de Bolacha

Quem me conhece sabe que já tentei fazer o bolo de bolacha algumas vezes mas nem sempre correu bem. Não sei porquê...mas há qualquer coisa a meio do percurso que não corre bem. Eu também não sou grande apreciadora de bolo de bolacha, mas tenho cá em casa 2 grandes fãs: pai e filho e por isso volta e meia lá experimento novamente uma nova versão do dito bolo. Devo dizer também que sempre me recusei a fazer o tradicinal creme de manteiga. Não consigo. Acho que é comer manteiga às colheres! Perdoem-me os conservadores ou as conservadoras mas ...não faço. Então experimento alternativas ao dito creme tradicional. Mas desta vez, parece que a coisa correu bem. Tinha lá em casa esta receita à algum tempo para a fazer e já tinha inclusivé comprado as natas frescas. Como estavam quase em cima do prazo de validade vi-me obrigada a tentar a sorte! Sem dúvida a melhor versão de um bolo de bolacha feito por mim. A voltar a fazer, já não quero outro. Pai e filho gostaram e para mim é o que interessa.




Bolachinhas e Dedos de Bruxa




Apesar de estar meia adoentada desde o fim de semana e de andar a Brufens (passo a publicidade!-estas diferenças de temperatura dão cabo de mim!!) os pequenos lá me convenseram na 2ª feira depois de jantar a fazer umas bolachinhas. Apesar do meu corpo pedir descanso, lá lhes fiz a vontade! Como estavamos em pleno Halloween resolvi fazer uma brincadeira com as bolachas, que tinha visto à uns tempos na net, mas para ser sincera já nem sei bem onde. Ficou-me a imagem e resolvi fazer 3 ou 4 bolachinhas a imitar os dedos de uma bruxa!




Ingredientes:


100g de manteiga derretida


150g de açucar


2 ovos batidos


300g de farinha


20g de açucar baunilhado ou 1 colher de café de extrato de baunilha ou 1 colher de sobremesa de raspa de limão (eu coloquei a raspa de limão)


1 pitada de sal
Amendoas (para as unhas!)






Misturar a manteiga derretida com o açucar, os ovos o sal e o açucar baunilhado ou o extrato de baunilha. Envolver bem com uma colher de pau. Em seguida juntar a farinha e voltar a mexer para não amassar. Fazer uma bola com a massa e embrulhar em película aderente e levar ao frigorifico meia hoara a 45 minutos.




Em seguida moldar a massa de acordo com o que queremos. Ou fazemos dedos de bruxa, como foi o caso, a M. fez abóboras e chapéus de bruxa, o M. utilizou os corta bolachinhas e fez arvores, coelhinho, borboletas...




Vai ao forno num tabuleiro forrado com papel vegetal, cerca de 7 a 8 minutos.