quarta-feira, 27 de abril de 2011

Ainda da Páscoa...






















































Infelizmente a foto geral da mesa ficou no modo de video e não de foto. Acidentes de percurso. Às vezes os pequenitos armam-se em fotografos e alteram-me as funções da câmara.



Bom mas o que conta são as iguarias e o resto é paisagem...



Começamos com um paté muito simples de delicias do mar com queijo fresco de barrar. Utilizei a varinha mágica e já está. Acompanhámos com tostas o paté e alguns queijos que não rezam nas fotos...



Depois como prato principal, optei por utilizar a receita do perú recheado mas com frango. Tinha resultado muito bem no Natal e resolvi experimentar agora com outra ave. Se quiserem é a versão low cost do perú. A receita do recheio não é minha, foi-me aconselhada na altura pela minha amiga C. e de facto é infalível.



Usei cerca de meio kilo a 600gr de molelas cortadas em bocadinhos muito pequeninos e chouriço caseiro que me ofereceu a O. a quando do jantar de churrasco, também em bocadinhos pequenos. Cozinhei-as com azeite, louro, alho, cebola e sal. Cozinhei-as de véspera. No dia, fritei batatas em cubos e envolvi com as moelas. Recheei os frangos com a mistura das moelas. Temperei-os com uma "papa" de azeite, alho picado, uma colher de sobremesa de banha caseira, colorau e sal. Foram ao forno cerca de 1h. em forno baixo (150º). Acompanhei com arroz branco de forno e salada.



Depois vêm os doces...os meus...os da mãe...os da sogra...enfim, tive que redistribuir no fim senão tinha doces até ao natal!



Eu fiz a mousse de chocolate, os pratos com as frutas e o bolo com os ovos vestidos de coelhilhos! Foram obra dos M's nas horas vagas das férias....



A sogra fez a tarte de natas e a mãe fez o bolo de amêndoa com doce d'ovos que já coloquei a receita aqui no blog e um bolo de leite condensado cozido.


Bolo de leite condensado cozido


Ingredientes: Bolo



  • 1 lata de leite condensado cozido


  • 4 ovos (separar gemas das claras)


  • 4 colheres de farinha

Misturar o leite condensado com as gemas; juntar a farinha e envolver as claras. Vai ao forno cerca de 40 minutos em forno médio.


Cobertura:




  • 1 lata de leite condensado cozido


  • 4 ovos (gemas separadas das claras)


  • amêndoas moídas torradas (opcional)

Juntar as gemas com o leite condensado e envolver as claras. Quando o bolo estiver frio desenformar e barrá-lo com o creme. Decorá-lo com a amêndoa.


Bolo Ninho de chocolate:


Ingredientes:




  • 5 ovos


  • 1 pacote de natas


  • 1 iogurte natural


  • 2 chávenas de açúcar


  • 2 chávenas de farinha


  • 2 colheres de chá de fermento

Preparação
Bata as gemas com o açucar. De seguida acrescente as natas, a farinha, o iogurte e o fermento. por fim envolva as claras em castelo. Vai ao forno em forma untada.


Cobertura:


1tablete de chocolate culinário derretida com um pouco de leite e 1 colher de sopa de açucar. Vai ao lume até ficar uniforme.



sexta-feira, 22 de abril de 2011

Folares de Páscoa














Como estamos na época deles, resolvi fazer uma pesquisa na net e pôr mãos à obra. Uma coisa era certa, não lhe ia colocar o ingrediente caracteristico: erva doce. Não gosto. Não aprecio.

Mas felizmente no resultado final a ausência não foi notada. Assim sendo, elegi novamente a receita do blog da colher de pau, se bem que as receitas andam todas mais ao menos à volta do mesmo.


Ingredientes:


800gr de farinha

100gr de manteiga (eu coloquei derretida)

40gr de fermento de padeiro

250gr de açucar

3 ovos (eu usei de pata que uma amiga me tinha dado)

2 dl leite morno

sal

canela (uma colher de café)

4 ovos cozidos



Procedimento:


Dissolver o fermento num pouco de leite quente e junte alguma farinha. Faça uma bola húmida e deixe levedar cerca de 30 minutos. Amasse a restante farinha com açucar, o leite e os ovos e junte a bola de fermento. Bata bem. Acrescente a manteiga, o sal e a canela. Bata a massa até se soltar da tigela. Deixe levedar com um cobertor durante cerca de 3 horas (bom a minha levedou a tarde toda; triplicou de volume!!!!).

Faça então uma bola com um buraco no meio onde coloca o ovo já previamente cozido e arrefecido. Pincele com gema de ovo e leve ao forno pré aquecido durante cerca de 45 minutos.


Boa Páscoa!!




GOMAS!!!!















Desta vez foram gomas! Um destes dias a ver o blog da colher de pau vi lá gomas! Não é que eu aprecie mas...achei graça.

Então hoje experimentei. Fiz só metade da receita dela...não fosse a coisa correr menos bem!!!

Lembrei-me que era uma coisa boa para a minha amiga C. fazer com a sobrinha!Ou para a prima M. fazer porque ela também gosta destas receitas gelatinosas que levam "uma tarde inteira a fazer"!


Ingredientes: (deu 15 gomas)


Metade de uma saqueta de uma gelatina de um sabor à escolha

100ml de água

18g de gelatina neutra em pó

150 gr de açucar


Colocar tudo num tachinho e dissolver. Levar ao lume para ferver durante 5 minutos. Depois verter numas forminhas de gelo de silicone como se vê na imagem ou então como dizia no blog da colher de pau, forrar um tabuleiro com papel vegetal e verter para lá o preparado. Levar ao frigorifico algumas horas. Desenformar. Passar em açucar e já está!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Mais um convívio






















Voltámos a ter convidados para jantar. Ou melhor convidadas. O menu foi simples, algo que não desse muito trabalho pois saímos e só fui para a cozinha às 19 horas. Como tinha ido às compras, lembrei-me que tinha comprado umas costeletas e usei uma daquelas embalagens da Maggi do "directo ao forno" de alho. Abri o saquinho, coloquei lá dentro a carne, o tempero e espremi o sumo de um limão. Já não é a primeira vez que uso este produto, que deve ser das poucas coisas "artificiais" que uso mas realmente é bom. A carne, seja ela qual for, fica sucolenta e sem aquele sabor artificial. Aliás, eu li em algum lado que este tida sido premiado como o "produto do Ano 2010".Bom...lá foi ao forno cerca de 40 minutos. A carne estava tratada. Depois para ser igualmente rápido: massa! Cozi esparguete tri-color. Os miúdos gostam...e os graúdos também. Dá um ar colorido ao prato. Acompanhei com uma salada mista com frutos secos.


Voltando atrás....começámos com uma tábua de queijos acompanhados com tostas ou melhor um pratos de queijos, como podem ver na foto!!!
Os queijos variavam entre o curado amanteigado, o de cabra snacking da President (passo a publicidade) e o roquefort. Havia ainda umas azeitonas temperadas com azeite, alho e sal fino.


Para a sobremesa, uns morangos com chantilly feito com natas frescas e finalmente um café com natas e canela em pó.





terça-feira, 19 de abril de 2011

Lasanha



A mana C. veio para jantar! Agora que vive na capital torna-se mais dificil este tipo de convivio. Temos que aproveitar as férias. Os fins de semana tornam-se curtos e o trabalho vem sempre na pasta " à boleia"!


As crianças não sei porque têm uma "queda" para estes pratos tipo carne à bolanhesa, lasanha,etc.

Até na escola, acho que pelo menos uma vez por semana este tipo de pratos consta da ementa! Já percebi que tem muitos adeptos. Não é um prato que eu faça muito aqui em casa já que o A. não é grande apreciador, mas a voz das crianças falou mais alto! bom e a mana também não se importou até porque não é comida que ela coma com frequencia.


Ingredientes:


Uma embalagem de massa fresca para lasanha ( eu usei do PD)

750g de carne picada (eu usei de porco)

Polpa de tomate

alho picado

cebola picada

azeite

uma folha de louro

sal

molho bechamel

fiambre (várias fatias)


Primeiro guisei a carne picada com a cebola, o alho picado, o azeite, a folha de louro e sal. Deixei estar cerca de 40 minutos.


Preparei um pirex para ir ao forno: no fundo coloquei molho bechámel; depois uma camada de carne picada; em seguida placas de lasanha. Repeti a operação. A seguir à segunda camada de placas de lasanha coloquei folhas de fiambre e molho bechamel. Finalizei novamente com as placas.

Vai ao forno cerca de 25 a 30 minutos em forno não muito quente (máx. 180º)



Caixinhas de fiambre

Uma amiga convidou-nos para passar lá por casa no final da tarde de Domingo. E assim foi! É claro que não ia aparecer de mãos a abanar e lembrei-me destas caixinhas que eu já fiz n vezes e com vários recheios e até já experimentei com massa filo. Ficam sempre bem devo dizer, seja lá com o que for! Nunca ouvi queixas e eu pessoalmente também as acho uma boa solução para um lanche. A receita original é da Mafalda Pinto Leite.


Ingredientes: (para 6 caixinhas)

6 fatias de pão de forma sem codôa

Fiambre cortado as bocadinhos

Bacon também cortado aos bocadinhos

6 ovos

alho picado

azeite q.b.


Coloca-se o azeite e o alho a refogar; juntam-se o fiambre e o bacon: deixa-se estar um pouco até ficarem com cor e adquirirem o sabor do alho com o azeite.

Entretanto, com um rolo da massa esticam-se as fatias de pão de forma, não muito para não "rasgar". Colocam-se a forrar as forminhas de alumínio; em cima do pão põe-se o fiambre com o bacon. Não se pode encher muito, porque para "tapar" as caixinhas temos que abrir um ovo e com muito cuidado colocá-lo por cima, de forma a não desperdiçar clara. Aconselho vivamente a fazer esta operação já com as formas em cima do tabuleiro que vai ao forno de preferência forrado com papel vegetal.

Em seguida vão cerca de 10 minutos ao forno até tostar. Depois retira-se das formas e já está.




Tarte de côco


Esta é a tarte do "socorro". Faz-se em pouco mais de 15 minutos! Já é do tempo da minha avó ou melhor a receita é da minha bisavó; mas ela era uma cozinheira a sério, não fazia batota como eu ou a minha mãe! Ela fazia a massa de fora mas isso leva um pouquito mais do que 15 minutos como devem imaginar! Então eis que alguém se lembrou de inventar aquelas fantásticas bases de massa folhada ou de massa quebrada e assim nós só colocamos a recheio que também não são favas contadas..não senhor...também tem o seu truque!

Assim, abre-se a massa folhada ou a massa quebrada e coloca-se numa tarteira. Entretanto prepara-se o recheio:


Ingredientes:

1,5dl de água

200g de açucar

Fazer ponto pérola - deixar ferver cerca de 5 minutos, até cair em forma de pérola


À parte, misturar 3 ovos com 2 gemas e 150g de coco. Juntar o ponto pérola e verter na tarteira por cima da massa. Vai ao forno cerca de 8 minutos. O segredo é não deixar tostar, para que não fique seca.

Bom tempo e churrascos - parte II



Há uns tempos vi no blog da colher de pau que quando faz um jantar lá em casa, coloca perto da zona "comestivel" tudo quanto é necessário: desde a máquina do café até ao carrinho de apoio das bebidas e das loiças de sobremesa. Nunca tinha pensado nisso mas desta vez fiz a experiência e de facto não tem nada a ver. Acabaram-se as correrias para a cozinha para tirar cafés ou para ir buscar alguma(s) tantas coisas que nos esquecemos. Mais uma vez um conselho de ouro da Joana.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Bom tempo e churrascos






Desta vez não trago grandes receitas! Trago uma sugestão para os dias de bom tempo. Um churrasco. Neste caso foi com amigos mas podia até ser com a família. É daquelas coisas que não precisa de grande desculpa: apenas uma tarde de sol! Estava combinado um lanche tantas vezes adiado! Ou eram os afazeres dos miúdos ou os horários de trabalhos de uns e de outros (dos 4 eu sou a única que não trabalho ao fim de semana! Ainda há bons empregos, estão alguns de vocês a pensar!!!) Bom colocando de parte as ironias, o fim de tarde e a noite de sábado foi bem passada! Ficou combinado um picnic para Junho; Com algumas incertezas sobre o sítio...mas ficou combinado!

A ementa não tomou muito do meu tempo, porque o objectivo não era mostrar dotes culinários mas sim conviver e partilhar. Os miudos brincaram com o D. e divertiram-se no espaço ao ar livre aproveitando o bom tempo.

Portanto, deixo-vos a ementa e o conselho do António Feio: "Vivam a vida e façam favor de ser felizes!"


Ementa:


Entradas:

Queijo Mozzarela fresco com tomate, azeite, oregãos e flor de sal

Caracois de fiambre e queijo

patê de atum

azitonas temperadas com azeite e oregãos



Prato Principal:


Várias carnes grelhadas


Arroz branco


batatas fritas (porque as crianças não podiam ser esquecidas! E alguns adultos também)


Salada






Sobremesas:


Mousse de chocolate


Gelado de baunilha com polpa de Manga (sugestão da O.; Diz que era a sobremesa dela e das colegas quando era estudante! Rápida e eficaz, diz ela eu eu concordo!)




No fim do convívio à volta da mesa e depois de tudo relativamente arrumado ainda arranjamos forças para ir ver os Jipes que estavam no parque das Gaivotas e que os rapazes queriam observar de perto. Então lá fomos fazer a digestão para o dito parque às 11 e meia da noite!

terça-feira, 12 de abril de 2011

Um mimo para a "D. Maria"!

A "D. Maria" é uma amiga. Uma daquelas amigas qe não precisamos de ligar todos os dias para sabermos que está sempre lá quando precisamos. Mas ela tem uma particulariedade: é a amiga do bolo de bolacha do M.! O M. adora bolo de bolacha e a "D. Maria" tinha-lhe dado um bom bocado de bolo de bolacha na sexta feira. Ontem tivemos que ir devolver o recipiente onde foi o dito bolo. Mas as boas maneiras dizem-nos que nunca se deve devolver nada vazio! Então levei-lhe uma garrafinha de baileys caseiro! Recomendámos à "D. Maria" que não devia beber tudo de uma vez, porque tinha que ir trabalhar no dia seguinte.....


Ingredientes:

1 lata de leite condensado

1/2 lata de whisky ( na receita que vi na net no blog da Joana levava 1 lata mas eu já experimentei e acho que fica com um sabor muito centuado a whisky)

1 colher de chá de café soluvel ( tipo nescafé)

1 colher de chá de chocolate em pó


Mistura-se tudo com a varinha mágica para ficar mais uniforme e já está. Nem sequer precisa de guardar no frigorífico.

Fim-de-semana



Este fim-de-semana cozinhei pouco! Quase nada mesmo! Estive doente. É o que dá andar ao sol. Começou na garganta e no domingo toda eu me resumia a lenços de papel e nariz. A cabeça pesava certamente 2 toneladas! Ben-u-rons era quantos houvesse mas...nada! Então tive que me socorrer da mãe e da sogra. No Sábado de manhã ainda arranjei forças para levar as crianças à aula de natação mas a partir da hora de almoço foi o caos!

Bom , as imagens são da autoria da mãe. São as sobremesas de Domingo. Um mimo de côco e farófias!

Ainda me lembro da primeira vez que comi farófias: eu devia ter a idade da minha filha M. e foi num jantar de agradecimento que os donos do Nicola (na altura restaurante também) ofereceram ao meu pai, porque ele tinha sido o instrutor da esposa e ela tinha acabado de tirar a carta de condução! Não me perguntem o que foi a ementa! Mas das farófias eu lembro-me.!


Mimo de côco:


Ingredientes:


250gr de côco ralado

400gr de açucar (a minha mãe colocou menos)

4 gemas

4 ovos inteiros

raspa de meio limão

margarina para untar a forma


Num tachinho misture o açucar com 2dl de água e leve ao lume. Deixe ferver durante 5 minutos. Junte depois a raspa de limão, as gemas e os ovos inteiros. Mexa tudo bem para ligar. Unte a forma com margarina e polvilhe com côco.

Leve a cozer em forno médio e em banho-maria durante cerca de 45 minutos, vigiando de modo a não ficar tostado por cima. Depois de cozido tire do forno e deixe arrefecer dentro do banho-maria.



Farófias


Ingredientes:

1 litro de leite

4 ovos

150g de açucar

1 limão

1 colher de sobremesa de farinha maizena

1 pau de canela

canela em pó q.b.


Bater as claras em castelo e quando estiverem bem firmes junte uma colher de açucar e bata mais um pouco. Leve ao lume um tachinho com um pouco de leite, um pau de canela e uma casca fina de limão. Assim que o leite levantar fervura, baixa-se o lume e deita-se com cuidado 1 ou 2 colheradas de claras em castelo e vai-se virando com cuidado até cozerem. (é rápido!)

No fim de cozidas retiram-se com uma escumadeira e colocam-se a escorrer em cima de papel absorvente; só depois é que se passam para a taça onde vão ficar.


O Creme:

Mistura-se o açucar com a maizena e as gemas batidas. Adicione o leite que reservou e não utilizou a cozer as farófias. Retire do lume o leite onde cozeu as farófias e junte ao preparado anterior. Leve ao lume até engrosaar mas sem deixar ferver.

Deixar arrefecer e colocar por cima das farófias. Polvilhar com canela.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Uma maneira diferente de comer salada


Esta foi a salada que acompanhou o jantar de ontem. É uma forma diferente de servir salada, porque os olhos também comem...


Ingredientes:


Tomate cherry ou baby

alface

presunto

palitos de espetadas

azeite

sal

oregãos


Procedimento:


No fim de lavar bem a alface e os tomates, cortar a alface em bocados pequenos e cortar as fatias de presunto tambem em bocadinhos pequenos. Entretanto deixar a marinar os tomates cherrys numa taça com azeite, sal e oregãos para tomarem gosto. Depois é só colocálos alternadamente nos palitos e servir.


Salsichas embrulhadas em massa quebrada


É o ideal para uma entrada ou até para juntar a um lanche.


Ingredientes:

1 embalagem de salsichas alemãs (as minhas eram do PD)

fiambre

queijo

uma embalagem de massa quebrada

gema de ovo para pincelar


Procedimento:


Abre-se a massa quebrada e cola-se por cima o fiambre e o queijo de forma a preencher toda a superficie; em seguida colocam-se as salchicas de forma a enrolar a massa e cortá-la em pequenos canudos como se vê na imagem; transportam-se para um tabuleiro forrado com papel vegetal e pincelam-se os canudos com gema de ovo batida (tarefa que ficou a cargo do M.)

Mousse de chocolate


Esta é a sobremesa mais procurada lá em casa. Os homens da casa perdem-se por esta sobremesa!


Ingredientes:



    1 tablete de chocolate de culinária ( eu uso do PD)


    180gr de açucar


    1 colher de sopa de manteiga/margarina


    2 colheres de sopa de leite


    5 ovos


    Procedimento:


    Bater as claras em castelo com o açucar; Derreter o chocolate no microondas, juntamente com a manteiga e o leite. No fim de derretido juntar às gemas e bater bem. Por fim envolver as claras em castelo já com o açucar.


    Levar ao frigorifico umas horas e já está. É sucesso garantido para os chocolatras!

    terça-feira, 5 de abril de 2011

    Empadas de carne


    Estas empadas foram feitas para o lanche de ontem. Depois de ir assistir à aula de dança da M. vinham prontos para lanchar. Passamos na Padaria S.M., trouxemos pão e croissants e enquanto o pai lhes deu banho, eu preparei o lanche e estas pequenas empadas super rápidas. Fui ao frigorifico e tirei metade de um chouriço caseiro e o resto de entrecosto assado no forno que tinha sobrado do fim de semana e pensei logo em aproveitá-lo para algo assim, uma vez que era pouco e só dava para uma pessoa. Assim foi. Fui ver se havia qualquer coisa onde me pudesse inspirar no livro da Joana e lá estavam. Fiz umas alterações mas a receita base é dela.


    Ingredientes:



    • 1 chávena de farinha de trigo


    • 1 chávena de leite morno


    • 1 colher de sopa de azeite


    • 2 ovos caseiros (separar gemas de claras)


    • sal


    • carnes a gosto (sem molhos)

    Procedimento:


    Numa taça, bata a farinha com o sal, as gemas e o leite morno. Junte o azeite e as carnes picadas . Por fim envolva as claras em castelo.


    Unte as forminhas com margarina e polvilhe com farinha. Encha cada forminha e leve ao forno pré-aquecido a 200º cerca de 15 minutos.


    segunda-feira, 4 de abril de 2011

    Bola de delicias do mar e miolo de camarão


    Esta bola foi para o jantar de Domingo. Já chegámos tarde; havia sopa feita, de feijão verde. Enquanto o A. deu banho às crianças eu coloquei o jantar em andamento.


    Ingredientes:



    • 2 chávenas de farinha de trigo

    • 2 colheres de farinha maisena

    • 1 colher de sopa de fermento

    • 4 colheres bem cheias de óleo ou azeite conforme preferirem (eu usei óleo de girassol)

    • 2 iogurtes naturais

    • 4 ovos (separar gemas das claras)

    • sal q.b.

    • 1 embalagem e meia de delícias do mar

    • 1 embalagem de miolo de camarão

    Procedimento:


    Batem-se as claras em castelo e reserva-se. Numa taça coloca-se a farinha de trigo, a maisena, o fermento, o óleo, as gemas, os iogurtes naturais e uma pitada de sal. Cortam-se as delicias aos bocadinhos e o miolo de camarão já pré cozido e envolve-se no preparado. Por fim envolvem-se as claras em castelo. Vai ao forno pré aquecido em forma untada e polvilhada cerca de 30 minutos a 180º.



    Bolo fresco de morangos



    Ainda houve tempo para saborear este bolo no almoço de Domingo. É um pão-de-ló recheado com chantilly e morangos. Ideal para a época de morangos que atravessamos!!


    Ingredientes:


    Pão-de-ló


    • 7 ovos (separar gemas das claras)

    • 100gr de farinha de trigo

    • 100gr de farinha maizena

    • 200gr de açúcar

    • 1 cher de sobremesa bem cheia de fermento

    • 1 colher de vinagre

    Como fazer:


    Bater as claras e quando estas estiverem quase em castelo juntar o açucar e continuar a bater. Em seguida juntar as gemas já batidas. Depois a colher de vinagre.Finalmente a farinha com o fermento.


    Vai ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos. Retira-se do forno e rega-se, ainda quente, com uma chávena de leite quente( 230ml) adocicado com uma colher de sobremesa de açucar. Deixa-se arrefecer até desenformar.


    Depois de desenformado, corta-se ao meio e recheia-se com chantilly e morangos cortados. Cobre-se o bolo da mesma maneira.


    Chanttilly: Batem-se 2 pacotes de natas frescas (as outras nunca me saiem bem) com 2 pacotes de açucar (daqueles de 9gr cada um que nos põe nas chávenas de café). Para mim fica bem assim. Se forem mais gulosos têm bom remédio: ponham mais açucar!!!



    Fim-de Semana












    Este fim-de-semana fomos para fora; fomos passear. Quando chega a Primavera aproveitamos os fins-de-semana que o A. está em casa e vamos para fora. É uma maneira de proporcionar dias diferentes às crianças (e também aos adultos!) e de fugir à rotina quando o tempo assim o permite. Indecisos entre o norte e o sul, acabamos por optar pela Serra e pela neve! A família paterna do A. é da Serra e como tal todos os anos lá vamos, geralmente na primavera. Pode-se dizer que já não me perdia nas ruas de Seia ou de Gouveia. É incrivel como aproveitam os edificios antigos e os transformam em equipamentos rentáveis e modernos por dentro, mantendo a fachada. Seia é imagem disso mesmo. Ali respira-se história. Os edificios mantêm a imagem tipica do granito mas por dentro são todos restaurados e modernos. Um dos exemplos disso é o Museu do Brinquedo. Fomos visitá-lo. Os miudos e graudos adoraram! Pode conhecer-se o mundo a brincar, onde revivemos os nossos brinquedos de infância, em que partilhamos memórias; é um revivalismo!Eu e a mana C. demos conta de uma máquina de lavar igualzinha a uma que tivemos, um frigorifico, um ferro de engomar, enfim... É como diz o folheto do Museu : "Este Museu é dedicado a todos os adultos que já foram crianças e a todas as crianças que, um dia, hão-de ser adultos!"

    É considerado um núcleo museológico, segundo me expilcou uma técnica que estava de serviço, e depende da Autarquia. Portanto se quiserem dar uma olhadela pela net ao Museu do Brinquedo, têm que aceder ao site da Câmara Municipal: http://www.cm-seia.pt/.

    Na nossa rota, estava também, além de uma ida à Torre e da brincadeira na neve do M's com os respectivos trenós, (onde também encontrámos a professora C. - como o mundo é pequeno!) uma ida ao outro núcleo museológico, este já gerido e explorado por uma entidade privada, cito naquela cidade e que é tão famoso pelas suas iguarias: O Museu do Pão! É sitio obrigatório de passagem quando vamos lá cima. Os miúdos adoram, não só o museu, com a confecção das bolachas com o nome, como da parte do restaurante que nos oferece um buffet maravilhoso cheio de coisas boas tipicas da região e do qual vos deixo aqui algumas fotos! Além do buffet de entradas e do buffet de sobremesas, tem sempre um prato de carne e um prato de peixe, que é sempre confeccionado com pão. Desta vez , fomos presenteados com uns medalhões de pescada com broa acompanhado de puré de batata com cenoura e 1/4 de kiwi; quanto ao prato de carne, foi borrego com arroz de enchidos e esparregado de feijão verde.

    Obrigatória também é a passagem na mercearia tipica e desta vez trouxemos um pão tipico da museu.


    No Domingo, aproveitámos o que nos restava de fim-de-semana e fomos às compras para a casa! Comprámos copos, "um caminho de mesa" cor de rosa, uns castiçais dourados que fazem- como diria uma pessoa que eu conheço- "quejunto" com uns aneis de guardanapo também dourados, entre outras coisas! Tenho uma amiga que sofre do mesmo mal do que eu! Não pode passar em frente a lojas de decoração, tipo o gato preto e afins!! Bom mas eu não me perdi no gato preto foi mais na ZaraHome!

    Bom, isto a juntar a um relógio para a cozinha que tinhamos comprado na véspera em Nelas, numa outra loja de decoração! Portanto: eu não posso mesmo aproximar-me deste tipo de lojas!!!