terça-feira, 27 de setembro de 2011

Tarte de arroz

Temos dias em que abrimos o frigorifico e temos algumas sobras disto e daquilo e que temos que aproveitar.
Esta tarte foi resultado de um desses dias. Havia arroz de ervilhas e carne picada já cozinhada também. Vi uma vez um daqueles programas da Mafalda Pinto leite, na sic mulher, onde ela fezz uma tarte deste género. Mas o arroz dela era de frango e ela acrescentou-lhe mais uns legumes. No meu caso, o arroz tinha ervilhas e bocadinhos de pimento.
Ingredientes:
Arroz (o que tivermos no frigorifico)
Carne picada já cozinhada e sem qualquer molho (mas pode ser outra coisa qualquer, como fiambre em cubos, etc)
3 ovos (batidos)
Envolve-se tudo e coloca-se numa tarteira para ir ao forno forrada com papel vegetal. Está no forno cerca de 25m/30m a 180º.
Como podem ver, mais simples é impossivel. O resultado é muito bom.

domingo, 25 de setembro de 2011

Tarte de Requeijão

Uma sugestão simples para um lanche ou uma sobremesa rápida para um almoço, ou apenas uma ideia para o que resta do fim-de-semana que até se revelou bastante solharento...
Ingredientes:
1 requeijão
6 ovos inteiros
250g de açucar
100g de farinha
1 colher de sobremesa de fermento
Desfazer o requeijão com um garfo; Bater os restantes ingredientes e por fim juntar o requeijão ja desfeito. Colocar numa tarteira forrada com papel vegetal culinário e levar ao forno cerca de 45m em forno pré aquecido a 180º.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Empadinhas de frango

Estas empadinhas de frango surgiram como uma forma de aproveitar umas sobras de frango de churrasco. Os tempos não estão para deitar nada fora e com a "cratera" (há quem lhe chame buraco, mas eu tenho cá para mim que deve ser bem maior que um buraco!!) que descobriram agora na Madeira, vamos la ver o que é que vem por ai!! Estas empadas são muito rápidas porque se utiliza uma base ja feita, portanto é só tratar do recheio.


Ingredientes:(para 12 empadas)

2 bases de massa quebrada (eu usei duas por causa da "tampa" das empadas)

1/4 de frango de churrasco

chouriço picado

alho picado

azeite

uma folha de louro

sal q.b.

molho béchamel (eu usei meia embalagem da parmalat)


Corta-se a massa em circulos que encaixem nas forminhas (eu usei de silicone) e reserva-se. Em seguida põe-se ao lume num tacho o azeite, o alho, a folha de louro durante cerca de 2 minutos; depois juntam-se as carnes picadas e vai-se mexendo; Junta-se o molho bechamel, envolve-se e deixa-se cozinhar mais uns minutinhos. Depois de cozinhado, deita-se o recheio nas forminhas e coloca-se por cima uma tampinha da mesma massa. Vai ao forno cerca de 15 minutos, uma vez que a carne ja esta cozinhada e o calor do forno acaba por ser só para cozinhar a massa.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Pic-nic (ainda do Fim-de-semana passado)

Este ano a M. iniciou-se noutra atividade fisica. Então para iniciar a época houve um convivio para os jovens atletas e as respetivas familias. Com direito a exercicio fisico para todos, sem excepção, antes de se dedicarem ao "repasto".
Como podem ver, na nossa mesa, havia pizza, bola de carnes, pãezinhosmini-pizzas, mega sanduiches, carne assada, batatas fritas, etc...tudo aquilo que as crianças "não gostam"!
Uma das coisas que levei foram estas mini pizzas que se vê na ultima foto.
Os pãezinhos minipizzas que fiz foram inspirados nos pãezinhos pizza que vi no blog da Joana Roque - As minhas receitas- mas o recheio foi um bocadinho diferente.
Usei:
Pão (6 bolinhas )
Polpa de tomate
fiambre em cubos
queijo flamengo ralado
oregãos
Não retirei só a "tampa" do pão. Abri o pão ao meio como se fosse fazer uma sanduiche e retirei-lhe todo o miolo, quer de uma parte quer de outra. Em seguida pincelei ambas as partes com polpa de tomate. Depois coloquei o fimbre e por cima o queijo ralado. Finalmente os oregãos. Vai ao forno a gratinar, cerca de 7 minutos em forno pre aquecido.





segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Queques mármores

Estes queques/muffins já fiz à algum tempo. Tinha em casa um daqueles preparados da Branca de Neve, nomeadamente de Bolo Mármore.

Levei-os para um lanche com crianças e por isso em vez de fazer em bolo, optei por fazer em versão infantil. As crianças a brincar nunca perdem muito tempo a comer... por isso tem que ser tudo já doseado! É agarrar e comer.

Para fazer é só preciso seguir as instruções da embalagens. Estes preparados são muito bons. Não diferem muito dos bolos caseiros. Não têm aquele sabor ao bolo artificial.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Uma sugestão doce do Fim-de-semana

Tarte de Queijo Fresco:

Ingredientes:
1 base de massa quebrada (pode ser folhada, se preferirem)
2 queijos frescos
100gr de açucar
2 gemas
1 colher de sopa de farinha


Coloca-se a base numa tarteira e reserva-se. Envolvemse os ingredientes todos e bate-se com a batedeira. Verte-se o preparado para a tarteira e vai ao forno cerca de 20 minutos a cerca de 180º. Eu fiz a receita a dobrar, porque achei que com estas quantidades ficaria pequena. Esta receita foi retirada de uma daquelas teleculinárias antigas.



quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Pão Recheado




Já tenho feito por diversas vezes este pão. Sempre que há festas ou convívios faço-o porque além de ter uma boa apresentação as pessoas gostam muito. É uma forma diferente de se apresentar e de se servir paté. Este fiz para levar como entrada para o jantar de ontem.

Um destes dias vi um mais ou menos parecido com este neste blog que visito com alguma regularidade.



Ingredientes:


1 pão de mistura ou de centeio


1 lata de atum das médias


Maionese


Alho picado


Salsa q.b


Começa-se por se abrir o pão por cima, para lhe retirar o miolo. Depois pincela-se o pão por dentro com azeite. Misturam-se todos os ingredientes até ficar uma papa e coloca-se dentro do pão, que entretanto vai ao forno, pré aquecido cerca de 15 minutos. Convém tapar com uma folha de alumínio para que não queime rápidamente por causa da gordura do azeite.






Doce às camadas





A sobremesa que levei foi com frutos silvestres, mais concretamente com amoras, porque os anfitiões gostam. Resolvi adaptar esta, mas utilizei apenas amoras e o doce de amoras que tinha feito.

É uma sobremesa que não fica muito doce e quem já a experimentou fica surpreendido porque de facto não é nada enjoativa.

As raspas de chocolate por cima, foi um truque que eu aprendi num daqueles programas do Olivier, da hora de almoço. Vi poucos mas os que vi eram todos muito interessantes. Aprendia-se sempre.

Beijinhos de coco



Ontem fomos jantar a casa dos P. Levei a sobremesa e uma entrada. Estes beijinhos foram só para "acompanhar o café".


Ingredientes:

100g de coco ralado

80g de açucar em pó

2 ovos batidos (os meus eram pequenos, mas se tiverem grandes basta 1)


Mexe-se tudo; vai ao frigorifico cerca de 15 minutos e depois fazem-se as bolinhas. Não vai ao forno, o que os torna uma solução rápida. Dá cerca de 12 bolinhos.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Banana Split





É uma sobremesa, segundo dizem, de origem americana. É confeccionada com gelado e banana. Tradicionalmente servia-se num prato com a forma de um barco. Aliás nesta casa ainda assim é.


Ingredientes:

1 banana

1 ou 2 bolas de gelado de sabor a gosto

chocolate quente (aqueci um pouco de chocolate daqueles topping da Alsa)

Chantilly, frutos secos (opcional) - eu não coloquei


Depois é cortar a banana ao meio, colocá-la no prato com as duas bolas de gelado e regá-la com o chocolate quente.




Quiche de Atum



As quiches são sempre uma boa solução quando temos pouco tempo para fazer o jantar. Como geralmente tenho sempre sopa no frigorifico (em tempo de férias confesso que não !) se acompanharmos com uma quiche e uma boa salada, o jantar fica feito em 20 minutos.


Ingredientes:

1 base de massa folhada

1 lata de atum das médias

alho francês

Cebola picada

1 lata de milho

alho picado

2 ovos cozidos

meia embalagem de molho bechamel (para emergências é o ideal)

queijo ralado

pão ralado

azeite

sal

1 folha de louro


Estende-se a massa folhada na tarteira. Entretanto vai ao lume um tacho com azeite, alho picado, cebola picada, o alho francês às rodelas e a folha de louro. Deixa-se murchar. Acrescenta-se o atum já escorrido e o sal. Deixa-se cozinhar um pouco e vai-se mexendo de vez em quando para ficar tudo bem envolvido. Junta-se o milho e finalmente o molho bechamel. Deixa-se estar mais 3 ou 4 munitos e desliga-se. Verte-se para a tarteira. Cortam-se os 2 ovos às rodelas e põe-se por cima. Polvilha-se com queijo ralado e pão ralado. Vai ao forno cerca de 15 minutos a cerca de 180º.



Smothie de Amoras



Já perceberam que ando numa de amoras silvestres. Bem antes assim do que me dar para a chocolataria! Pelo menos as amoras são anti-oxidantes!


Ingredientes:

200g de amoras

2 iogurtes naturais (os meus não eram açucarados mas se gostarem de coisas mais docinhas é melhor colocarem açucarados)

1 copo de leite

Gelo picado


Colocar tudo no liquidificador (menos o gelo) e depois é só servir!

Esta bebida soube bem a acompanhar as mega sanduiches!



Mega Sanduiche



Mais uma refeição daqueles dias de férias, que para nos saberem a férias têm que ser rápidas mas saborosas. Foi o caso das mega sanduiches, inspiradas num dos programas do Jamie Olivier, que, sempre que podia nas férias, via na Sic Mulher à hora de almoço.


Fiz duas com recheios diferentes.


Ingredientes:


Sanduiche 1:


Pão de cacete pequeno (mais ou menos 30 cm)

Queijo

Fiambre

Tomate

Alface

oregãos

Ovo cozido


Pré-aqueci o forno a 180º e abri o pão. Coloqueio no forno, já aquecido, apenas para tostar o pão; para lhe dar aquela textura crocante. Depois foi colocar os ingredientes e tapar com a outra metade do pão e colocar uns palititos para não "fugir"

Sanduiche 2:


Pão de cacete

Alface

paté de atum (maionese+atum+salsa picada)

Ovo cozido


Depois o procedimento é o mesmo.



segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Doce de amoras silvestres





Um destes dias, ainda de férias, mas ventoso para a praia, resolvemos ir apanhar amoras silvestres para a serra.Foi um amigo nosso, o N., que nos "pôs o vício no corpo"! Ora aqui está uma actividade em família, ao ar puro e sem custos! Estivemos lá cerca de uma hora. Não fazia ideia da quantidade de pessoas que caminham na serra, correm, andam de bicicleta, fazem pic nics, lancham e apanham amoras! Sim, porque não eramos os únicos.Bom mas dizia eu que esta hora rendeu-nos cerca de

1 Kg de amoras. Imaginei-as logo numa compota maravilhosa. Meu dito meu feito. No dia seguinte, depois de as lavar várias vezes, lá fui pôr mãos à obra.

Ingredientes:
1Kg de amoras silvestres
500gr de açúcar
raspa de limão (um bocadito)
sumo de meio limão pequeno
1 pau de canela
1 colher de sopa mal cheia de Vinho do Porto

Coloquei todos os ingredientes numa taça e envolvi-os. Depois coloquei a taça no micro-ondas durante 5 minutos. Retirei e mexi. Voltei a colocar mais 5 minutos. Findo este tempo, passei o doce com a varinha mágica e verti-o para um tacho, para que fervesse e atingisse o ponto estrada.
Passei para 2 frascos devidamente estrelizados, fechei-os bem e virei-os para baixo para que criássem vácuo.
A repetir certamente.