sábado, 23 de julho de 2011

Jantar multicultural
















Na 5ª feira conseguimos juntar à mesma mesa três nacionalidades diferentes: Inglesa, Holandesa e claro, Portuguesa. Foi um jantar de amigos, um churrasco, em que tivemos na mesa, o que foi considerado, o melhor moscatel do mundo. De entrada vários patés feitos pelo A., tendo o atum como base : Paté de atum com molho de whisky; com molho de alho; com molho de pimenta verde e com maionese.


As azeitonas foram temperadas com azeite e oregãos.


Depois fiz uma Charlotte de Mousse de chocolate e mascarpone inspirado neste. Alterei algumas coisas porque achei que a receita original combinava ingredientes muito calóricos.


Ingredientes:


1 embalagem de palitos de La Reine


Licor Baileys q. b.


250g de queijo mascarpone


1 iogurte grego


40g de açucar


2 folhas de gelatina



Para a Mousse:


1 tablete de chocolate para culinária


150g de açucar


5 ovos


1 1/2 colher de sopa de manteiga


1 colher de sopa de leite



Começa-se por fazer a mousse de chocolate e reserva-se. Depois bate-se o mascarpone com o iogurte grego e as 40g de açucar. Juntam-se as 2 folhas de gelatina, jé demolhadas em água fria e diluidas na água quente. Retirar a base da forma de mola. Colocar o cinto da forma já no prato de servir a charlotte. Molham-se alguns palitos em Baileys para colocar no fundo do prato e a fazer de "parede". De seguida verte-se a mistura do mascarpone. Colocam-se bocadinhos de palitos de La Reine (sem ser embebidos no baileys) por cima ("esfarelados") numa camada uniforme que tape a camada branca do mascarpone. Por cima verte-se a mousse de chocolate. Vai ao frigorifico algumas horas até desenformar.
























quinta-feira, 21 de julho de 2011

Um dia na cidade das crianças







No Avião







No Continente às compras







Na aula de culinária







No Quartel dos Bombeiros



Este post não diz respeito ao capítulo da culinária. No entanto e apesar do almoço ter sido de "plástico", as crianças adoraram e os adultos também se divertiram. Recomendo a pequenos e graúdos. Desde o Hospital, passando pelo Inem, bombeiros, ACP (a M. tirou a carta no ACPKidzania, porque precisava para ser piloto de corrida de formula 1), os estudios da SIC, o aeroporto (os miudos são os comissários de bordo e os pais os passageiros), a Sony (onde lhes é emprestada uma camara fotográfica e eles tiram fotos durante 10 minutos e depois são passadas para um CD que lhes é entregue), a CIN ( com a pintura de edifícios), a passerelle com a Tiffosi, o Continente ( onde os miudos vão às compras _ tudo embalagens vazias, claro, mas para lhes incutir o hábito de comprar coisas saudáveis), enfim e outras coisas mais mas o tempo não dá para tudo. E tirá-los de lá não é fácil....só mesmo com o encerramento!


Em questão de segurança...bom...vê-se logo que foi um ideia importada, não desfazendo no que é nacional....está tudo informatizado. Colocam-nos logo à entrada uma pulseira electronica (sim tipo presidiários) a pequenos e graúdos. Registam-nos no sistema, se formos com amigos como era o caso, registam individualmente cada elemento do grupo e o grupo; e se nos perdermos basta encostar a pulseira a um dos muitos monitores espalhados por lá que nos dá logo a localização de todos os elementos que entraram connosco. (grandes e pequenos)

Um dia bem passado...e as crianças que o digam!












































Reciclar o bolo de iogurte grego






Esta sobremesa serviu para "reciclar" o bolo de iogurte porque o A. diz que ficou um bocadinho seco. Deitar fora não era solução, além de que, se a senhora Merkel soubesse não ia gostar....!Então resolvi assim e foi uma solução milagrosa para o bolo, já que tinha visitas ontem lá em casa, para tomar um café depois do jantar. Deu seis taças e serviu para adoçar a boca das ditas visitas.


Ingredientes:

Bolo de iogurte

1 pacote de natas frescas

20g de açúcar

morangos frescos

pêssegos (de lata, neste caso)

Doce de frutos silvestres

calda do pêssego q.b.


Bati as natas com o açucar até fazer chantilly. Cortei os morangos aos bocadinhos e fiz o mesmo com os pêssegos.


Taças de morangos:

Comecei por colocar bolo no fundo da taça seguido de doce de frutos silvestres, morangos cortados aos bocadinhos e chantilly. Repeti as camadas mais uma vez. Decorei com morangos. Levei ao frigorifico.



Taças de Pêssego:

Comecei também por colocar o bolo no fundo da taça e reguei-o com 2 colheres de sobremesa da calda do pêssego. Depois coloquei o pêssego aos bocadinhos e por cima o chantilly. Repeti as camadas também mais uma vez e terminei com pêssego cortado aos bocadinhos.








terça-feira, 19 de julho de 2011

Bolo de Natas

Faço esta receita à anos. É um bolo simples mas muito saboroso. Ideal para um lanche ou para acompanhar um chá ao serão, como foi o caso. Sim...porque com o vento que tem estado, as noites mais parecem lembrar o Inverno...


Ingredientes:

5 ovos

2 pacotes de natas

2 chávenas de açucar (eu ponho só 1 1/2)

2 chávenas de farinha

2 colheres de chá de fermento


Bater as gemas com o açucar. De seguida acrescentar as natas, a farinha e o fermento.

Envolver as claras em castelo e vai ao forno em forma untada. Mais simples é quase impossível...

domingo, 17 de julho de 2011

Mais um convívio...














No Sábado fomos almoçar a casa de uns amigos. A ementa consistiu em vários grelhados: carne, sardinha e até salmão. As entradas foram queijos, chouriços broa e azeitonas. Eu levei 2 sobremesas: Tiramisú e uns queques arco-iris para a criançada pois imaginei que tiramisú não fosse recolher muitos adeptos infantis. E tinha razão. Os queques foram todos! Havia ainda tarte de natas e salada de fruta. O almoço foi bastante agradável pois estavamos no ambiente campestre e tanto para as crianças como para os adultos sabe sempre a descanso. Ficam algumas fotos do possivel registo fotográfico.


Tiramisú


Resolvi experimentar esta receita. Simples mas maravilhosa. Todos gostaram, sem excepção. Portanto a repetir certamente.



Muffins arco-iris


Chamei-lhe assim porque apesar de terem todos o mesmo sabor, como se pode ver têm cores diferentes. Para conquitar a criançada não há melhor, garanto-vos!


Ingredientes:

300g de açucar

300g de farinha

200g de manteiga

5 ovos

6 colheres de sopa de leite

1 colher de café de aroma(essência) de baunilha

Corantes alimentares (cerca de 1 colher de chá para cada porção de massa)


Bate-se o açucar com a manteiga e os ovos. Junta-se a farinha, o leite e a baunilha. Divide-se a massa por tantas porções como o número de corantes que tivermos e em cada uma dessas porções coloca-se então o corante. Mexe-se e deita-se em forminhas de papel. Se quiserem que os muffins fiquem mais direitinhos coloquem as forminhas de papel dentro das formas de aluminio. Vai ao forno cerca de 10 minutos






































Crepes de Bacalhau


Vi esta receita no blog da Colher de pau e achei que era uma boa opção. E não me enganei.

Ingredientes:
Para os crepes:
250ml leite
125g de farinha
2 ovos
sal
50g de manteiga derretida

Junta-se a farinha com o leite, o sal e os ovos. Bate-se com a varinha mágica e reserva-se no frigorifico 1 hora.
Passado a tal hora junta-se a manteiga derretida e fazem-se os crepes numa frigideira anti-aderente.

Recheio:

Uma embalagem de bacalhau desfiado (eu usei já demolhado)
azeite
alho picado
cebola picada
1 folha de louro
150ml de leite
1 colher de sopa de farinha (eu usei sem fermento)
sal


Deita-se o azeite, o alho picado, a cebola picada e o louro num tacho e deixa-se murchar a cebola no azeite. em seguida juntam-se as lascas de bacalhau desfiado e deixa-se estar a cozinhar. Retifica-se de sal. Depois de estar cozinhado junta-se a farinha e o leite em fio e mexe-se até fazer um creme.
Coloca-se o recheio em cada crepe e serve-se. Eu acompanhei com salada de pepino com tomate e arroz de tomate.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Ainda do fim-de-semana: Fondue de carne

As Entradas


Sapateira:








Courgette panada com queijo ralado:





Morcela Assada:



O Fondue:






A Sangria de Vinho Branco



A Salada



Algumas das sobremesas:



No fim-de-semana fizemos um jantar de Fondue que já estava programado à algum tempo. Quando se combinou, os convidados insistiam no de chocolate porque era o que conheciam ou melhor o que já tinham provado, mas para jantar... achámos que o de carne era politicamente correcto. Assim foi. Como já repararam pelo registo fotográfico a foto do fondue foi antes de iniciarmos o jantar porque durante o jantar - com a conversa- nem me ocorreu ir buscar a camara para fotografar. Mas o Fondue é isso mesmo, é comer sem pressas, ao sabor da conversa. Este Fondue foi uma amiga de curso, que tinha uma loja de decoração em Aveiro, que me ofereceu. Já tem uns anos, mas é muito elegante para estar no centro de uma mesa para este tipo de jantares. No entanto, com o passar dos anos, surgiram os electricos, que são muito mais rápidos...mas não tem esta elegância. Eu estou para aqui a falar mas também aderi à nova tecnologia dos electricos, porque aqui em casa somos fãs do fondue , mas deixo esse para os jantares de fondue sem convidados...

Os convidados avisaram que traziam as entradas e as sobremesas, mas o A. aproveitou ter companhia adepta de marisco para fazer uma sapateira(eu não me perco com marisco! Infelizmente para ele!). As restantes entradas foram efectivamente trazidas por eles.


Sapateira:

1 sapateira já cozida

100g de delicias do mar

6 colheres de sopa maionese

1 colher de sopa de mostarda

3 colheres de sopa de cerveja preta (foi um bocadinho a "olhometro!)

1 ovo cozido


Tirar a carne de dentro da sapateira e reservar. Num copo misturador colocar as delicias, a maionese, a cerveja preta, a mostarda e o ovo cozido picado. Misturar e bater com a varinha mágica. Juntar o recheio da carne da sapateira previamante reservado e verter o preparado para dentro da propria sapateira.



Salada:
Era uma mistura de alface frisada com rúcula e alface roxa.



Sobremesas:

As sobremesas foram a habitual mousse de chocolate, a baba de camelo e uma sobremesa fresca com gelatina e pêssego. A O. trouxe bolo brigadeiro e mousse de limão.


Baba de camelo:

1 lata de leite condensado

6 ovos


Coze-se a lata de leite durante 2h numa panela com água de modo a que a água cubra a lata de leite dentro da panela para uniformizar a cozedura do leite. Se quiserem usem a panela de pressão porque o tempo de cozedura reduz para metade, mas eu não sou adepta de panelas de pressão!



Quando estiver cozida, retira-se e deixa-se arrefecer. Entretanto batem-se as claras em castelo e misturam-se as gemas com o leite condensado cozido, com a ajuda da batedeira. Envolvem-se as claras em castelo e vai ao frigorifico. O segredo da baba de camelo é mesmo o tempo de cozedura do leite condensado. Se não ficar bem cozido é a "morte do artista"....


Delícia de pêssego:

1 embalagem de gelatina de pêssego

1 embalagem de natas frescas

Pessego fresco q.b.



Faz-se a gelatina de vespera e coloca-se em tacinhas. No dia seguinte, batem-se as natas até fazer chantilly (eu coloquei 2 pacotinhos de açucar) e coloca-se por cima da gelatina. Corta-se pessego em bocadinhos e põe-se em cima do chantilly. vaio novamente ao frigorifico.







quarta-feira, 13 de julho de 2011

Esparguete do Mar



Às vezes a falta de tempo e os imprevistos geram estas refeições rápidas. Esta foi uma delas. Rápida e eficaz, como se costuma dizer.

Ingredientes:

Esparguete

250g de delicias do mar

4 ovos cozidos

molho béchamel

alho

azeite

sal q.b


Coze-se o esparguete e escorre-se. Num tacho relativamente espaçoso, colocam-se o alho picado, o azeite e as delicias cortadas aos bocadinhos. Deixa-se cozinhar um pouco. Retifica-se de sal. Em seguida, coloca-se o esparguete já escorrido e envolve-se no tacho com as delicias. Junta-se o molho béchamel (eu juntei metade de um pacote da parmalat; quando tenho tempo faço-o porque prefiro, mas não era o caso) e deixa-se cozinhar mais um pouco. Serve-se polvilhado com coentros (opcional- há quem não aprecie; lá em casa tem que ser no prato de cada um, mas eu como bisneta de alentejana adoro coentros!)

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Torta Mulata

Esta torta é muuuuito antiga. A minha sogra diz que a receita deve ter mais de 40 anos. Mas é muito boa, das melhores que já comi.


Ingredientes:

10 ovos inteiros

350g de açucar amarelo ( a receita original leva 500g mas eu acho um exagero!)

1 colher de sopa bem cheia de farinha

1 colher de sopa bem cheia de manteiga


Começa-se por bater a manteiga com a farinha e o açucar. Depois de estar tudo bem envolvido juntam-se os ovos inteiros e bate-se novamente. Vai ao forno num tabuleiro forrado com papel vegetal. No fim de feita, vira-se sobre um pano húmido e polvilhado com açucar amarelo e canela e enrola-se com cuidado e com a ajuda do pano humido.

Maças Assadas em 10 minutos



Enquanto eu fazia o jantar, o A. disse que tratava da sobremesa. Disse-me que tinha visto na televisão assar maçãs no microondas em 10 minutos e que ia experimentar. Resolveu experimentar com 4, não fosse aquilo "explodir" tudo dentro do microondas, dizia ele...tal era a confiança...!

Mas o resultado foi muito bom e ele ficou orgulhoso não só das maçãs que ficaram deliciosas como de não ter feito "explodir" o microondas com as maças lá dentro. Para ele o microondas era o menos, o pior eram as maçãs assadas.....

Fez assim:

Lavou e descaroçou 4 maçãs e colocou um pau de canela no sitio do caroço. Depois colocou-as num pirex com um pouco de água no fundo, açucar amarelo e canela. Tapou-as com película aderente porque disse que os "senhores tinham feito assim!!!" (homens na cozinha têm muito que se lhe diga e o melhor é não contrariar!!)

Bom ..lá foram para o microondas e entre algumas aberturas da porta lá ficaram prontas ao final de cerca de 10 minutos. Olhem...tenho que dar a mão à palmatória: ficaram boas! Mais light do que a receita tradicional que eu faço mas muito boas. E em 10 minutos! O que é que se pode pedir mais!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Chocolate...mais uma vez



Nunca são demais as receitas de bolo de chocolate. Pelo menos para os apreciadores de chocolate. Lá em casa há 2 grandes apreciadores de chocolate: eu e o meu filho! Ele gosta tanto de chocolate que já me disse que quando for grande quer ter uma fábrica de chocolates! Portanto...já tenho onde ir passar o tempo da minha reforma...se lá chegar!!

Bom a primeira fatia acabou por ser para ele. A irmã, que tem muito melhor boca do que ele, não se perde por doces. Gosta mas ele gosta muito mais. E nunca mas nunca diz que não a um bolinho de chocolate!!

Estive para fazer este porque é dos meus preferidos de chocolate, mas andei a "pesquisar" na minha pasta de receitas a experimentar e decidi arriscar este. Boa escolha.

Já não sei de onde tirei a receita porque estava escrita à mão e até já fiz uma pesquisa na net para ver se encontrava a autora mas..nada. Quem quiser que se acuse. De qualquer forma está de parabéns.


Ingredientes:

2 chávenas de farinha

1 1/2 chávenas de açucar

1 chávenas de óleo

1/4 chávena de chocolate em pó

3/4 chávena de cacau magro em pó

6 ovos inteiros

1 chávena de água a ferver


Misturar todos os ingredientes com a batedeira, à excepção da água a ferver. Quando estiver tudo bem ligado, verter a água a ferver e envolver com a colher de pau. Fica com a consistencia de uma mousse de chocolate. Levar ao forno a cerca de 180º em forma untada e polvilhada. Ir fazendo o teste do palito mas não deixar cozer demais.

Delicia de caramelo e ananás



Esta sobremesa não foi feita por mim. Foi a minha sogra que fez para um almoço que teve com umas amigas, na semana passada. Diz que comeu o ano passado, quando esteve nas termas e gostou tanto que resolveu pedir à cozinheira a receita.


Ingredientes:

1 pudim de caramelo "Boca Doce"

1 lata de ananás em calda

2 pacotes de natas

açucar q.b. (para o chantilly)

canudinhos de chocolate (opcional)


Fazer o pudim de caramelo como diz nas instruções mas substituir a quantidade de àgua pela mesma quantidade de calda do ananás. Reservar deixando arrefecer. Entretanto bater as natas em chantilly com o açucar(aqui fica ao critério de cada um; uns gostam do chantilly mais doce outros menos doce.)

Entretanto, já com o pudim frio, colocar por cima o ananás cortado aos pedacinhos e por cima do ananás, o chantilly. Vai ao frigorifico algumas horas e na hora de servir colocar os canudinhos de chocolate.

Maionese Caseira



Nunca tinha feito. A maionese caseira para mim sempre esteve envolta em muita polémica...conheço pessoas que nunca conseguiram e outras que não percebem onde está a dificuldade! Bom, eu resolvi experimentar para acompanhar uma salada de peixe e por sorte ou não, correu bem.


Ingredientes:

150ml de óleo

1 ovo

Sumo de meio limão

sal q.b.

1 colher de sobremesa de mostarda

Alho picado q.b.

Num copo alto coloca-se o ovo inteiro com o sumo de limão, a mostarda, o alho picado e o sal. Junta-se parte do metade do óleo e envolve-se com a varinha mágica. Enquanto isso, vai-se deitando o resto do óleo em fio, sempre com a varinha ligada. A maionese vai ficando espessa. Vai ao frigorifico até à hora de servir.






domingo, 3 de julho de 2011

Trifle de chocolate e café




Em primeiro lugar peço desculpa pela ausência. Primeiro foram as mini férias dos Santos Populares que não me deixaram praticamente entrar na cozinha e depois foram uns dias com a cabeça ocupada com outras coisas. Bom...mas voltei à cozinha. Vi esta sobremesa no blog http:/paracozinhar.blogspot.com e assim que lhe bati os olhos pensei logo em fazê-la para o fim-de-semana. Fiz uma pequena alteração no chocolate e na quantidade de açucar mas foi só.




Ingredientes:


2 ovos


250ml de leite


1 colher de sopa de farinha maisena


1 pacote de natas


2 pacotes de açucar (daqueles pequenos das bicas, claro!! O que dá sensivelmente 20g de açucar. Para os mais gulosos, pois podem pôr mais.)


2 colheres de sopa de licor Baileys


2 cafés expresso


6 bombons Ferrero Roché


1 tablete de 40g de chocolate "Regina"(passo a publicidade) com amendoas


Palitos de la reine (o suficiente para forrar o fundo do recipiente que vamos usar)


Chocolate em pó


Preparação


Misturar os ovos, o leite onde já dissolveu previamente a farinha maisena e 1 café expresso. Colocar num tachinho e levar ao lume sem deixar ferver, apenas para engrossar.Retirar e deixar arrefecer.


Quando estiver frio juntar o licor. Entretanto bata as natas em chantilly com o açucar e envolva-as no creme de café. Pique o chocolate grosseiramente (eu usei o 1 2 3 ) e misture ao preparado anterior de forma a que quando comer se consiga trincar os pedacinhos de chocolate. No fundo de uma taça coloque os palitos de la Reine e verta o outro café expresso por cima deles. Em seguida o creme de café e leve ao frigorifico. Antes de servir polvilher com chocolate em pó.