sábado, 21 de maio de 2011

Conservatório de música David Sousa tem a nova horta biológica da Figueira da Foz






















A pré-primária e o 1º Ciclo do Conservatório de Musica David Sousa decidiram com ajuda de alguns pais e do corpo docente e não docente aproveitar e rentabilizar uma zona do pátio que não estava a ser utilizada para transformá-la numa horta biológica com um espaço verde de relva artificial que vão fazer as delicias no verão dos miudos e graudos.




A inauguração foi no dia 20 de Maio prepositadamente por ser o dia Mundial da Familia e para ser um episódio comemorado em familia, com algumas atividadades, jogos tradicionais, nomeadamente o jogo do saco, jogos com provérbios, entre pais e filhos,etc.




Teve direito a lanche como é da praxe, em que todos os pais e familiares contribuiram ( a minha contribuição foi uma tarte de amêndoa e umas bolinhas de salame que segundo quem viu voaram num instante). Não fotografei nenhuma das duas pois tenho estado doente e em casa e portanto nem fui à inauguração...com muita pena minha!!!!As fotos são da autoria do A. que esteve a fazer de pai e mãe.




Na horta, além do Ambrósio - o espantalho- podemos encontrar ervas aromáticas, alfaces, melacias, tomates, feijão, couve roxa, milho, couve lombarda, pimentos, cenouras e penso que não me esqueci de nada. Ao canto, aproveitaram um alpendre que foi tratado e limpo onde colocaram umas cortinas que nos levam a pensar que é uma casa das arábias!!!!




Mas o que interessa nisto tudo é que quando há vontade tudo se consegue. E os miudos agora têm um espaço ecológico onde vêm crescer aquilo que comem.




Parabéns à escola, aos pais e aos professores e auxiliares.

1 comentário:

maria joão disse...

O espaço ficou muito bonito e todos os miúdos e nós pais vamos usufruir dele com muitas brincadeiras. É uma mais valia a acrescer ás inúmeras que esta escola já tem. Segundo creio é a única que proporciona aos nossos filhos esta aproximação com a agricultura biológica. E que felizes que eles ficam a ver crescer os legumes. E claro, nós também. Obrigada pela publicação. Maria João